As Organizações Não Governamentais Deviam Ter Blogs

Se é verdade que os blogs, e os social media em geral, constituem boas oportunidades para as empresas – assumindo que não cometem erros – penso que essas oportunidades e potenciais benefícios são ainda maiores no caso das Organizações Não Governamentais (ONG). As ONG’s têm duas características que as tornam candidatas ideais para o uso de blogs: não disporem de fundos elevados (na maioria dos casos) para serem gastos em comunicação; serem instituições, que pela natureza do seu trabalho, estão mais próximas dos consumidores – uso aqui a palavra no sentido lato de quem consome algo (ex. informação) e não apenas de quem compra algo – e têm, à partida, uma melhor relação com estes.

A verdade é que a minha pesquisa por blogs de ONG’s portuguesas foi infrutífera. Das várias que pesquisei, nenhuma tem um blog, nem apresenta no seu site qualquer evidência do uso dos social media. Como é óbvio, não conheço todas as ONG’s nacionais e posso ter cometido algum erro na pesquisa, pelo que se alguém souber de algum caso de um blog de uma ONG agradeço que o indique nos comentários.

A coisa mais parecida que encontrei com um blog foi o site quercustv onde vão sendo colocados alguns episódios do Minuto Verde que passa no jornal da manhã na RTP, e de algumas reportagens que vão sendo feitas sobre as actividades da organização. O site tem a estrutura de um blog, com opção de subscrição presente, mas não está aberto a comentários, não existe qualquer forma de interactividade, e o conteúdo surge de quando em vez sem parecer haver qualquer tipo de projecto comum às notícias colocadas no site. Um caso de desaproveitamento de espaço online incrível!

Para além de não terem um qualquer blog, existem ONG’s que não parecem estar sequer preocupadas com essa possibilidade. Por exemplo, tanto a Quercus como a AMI perderam a hipóteses de ficar com os domínios do seu nome na plataforma de blogs do Sapo, porque os endereços quercus.blogs.sapo.pt e ami.blogs.sapo.pt já estão a ser usados. Mas ainda vão a tempo de reclamar os endereços no Blogger e no WordPress.com. Não digo que usar plataformas alojadas por terceiros seja a melhor solução, mas no mínimo deveria haver o cuidado de garantir que não são usados por outras pessoas.

Os blogs representam uma excelente oportunidade para estas organizações informarem o público, sobretudo as camadas mais jovens, do trabalho que fazem e das lutas diárias daqueles que procuram ajudar. Se integrado com outras plataformas de social media (social networks, twitter, etc.), um blog poderá ajudar em muito no aumento de visibilidade de uma causa e na recolha de apoios e voluntários para a mesma tendo em conta a natureza já de si viral do meio.

Neste momento o panorama nacional é desolador, embora tal se deva em parte ao facto de em Portugal os blogs serem ainda olhados com desconfiança. Em todo o caso, acho que está mais do que na altura de certas instituições abraçarem as oportunidades que as novas tecnologias e os novos meios lhes fornecem gratuitamente.

5 thoughts on “As Organizações Não Governamentais Deviam Ter Blogs

  1. Bruno Ribeiro Post author

    Não sendo exactamente aquilo que pretendia, não deixa de ser uma indicação relevante. Não conhecia o projecto, mas parece-me bem interessante. Obrigado pela dica.

    Responder
  2. Pingback: Agências | Os Blogues da Má Língua | blog.deictico.org

  3. Rui Martins

    Caro Bruno,
    concordo plenamente consigo quando refere que as ONGs são as organizações que mais interesse terão em apostar nos media sociais precisamente por se tratar de uma ferramenta de comunicação de baixo custo.

    Pelo conhecimento que tenho das organizações da sociedade civil, o problema não reside tanto na capacidade de investimento (passível de ser contornada através de financiamentos diversos – públicos e/ou privados), mas acima de tudo na (in)definição de estratégias de diferenciação e (in)capacidade de visão&inovação dos seus líderes.

    Colho a oportunidade para convidá-lo (e aos bloggers visitantes) a visitar o site http://www.dianova.pt. Até ao final do ano deveremos ter disponível um blog dedicado à promoção do capital social&comunicação neste sector.

    Abraço
    Rui Martins

    Responder
  4. Pingback: Agências | Os Blogues da Má Língua | : fractura.net!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s