A Irracionalidade Económica da Partilha

Um dos temas centrais deste blog tem sido a irracionalidade do comportamento humano, ou melhor, o facto dos seres humanos não se comportarem sempre de uma forma inteiramente racional. Isto é, nem sempre as pessoas fazem uma avaliação cuidada dos prós e contras de uma dada decisão de forma a chegar a uma decisão ‘racional’. O comportamento humano (felizmente) é muito mais complexo, e interessante, do que isso. No meu post da passada semana sobre ‘A (IR)Racionalidade dos Mercados‘ procurei exemplificar como este tipo de comportamentos pode ter ajudado a agravar a actual crise económica. Hoje volto a trazer um exemplo, usando para isso os resultados do jogo do ultimato.

Para quem não conhece, o jogo do ultimato é um tipo de experiência usado em economia e em psicologia. O jogo é feito entre dois jogadores e processa-se de uma forma muito simples: é dada uma soma de dinheiro a um dos jogadores sendo que este tem de a distribuir entre si e o outro jogador da forma que lhe for mais conveniente; o outro jogador, quando confrontado com a oferta do parceiro de jogo, pode aceitá-la procedendo-se à partilha da verba, ou pode recusar a oferta resultando daqui que nenhum jogador ganha qualquer quantia.

Isto significa que o primeiro jogador tem o poder de decidir qual a partilha a ser feita. Imaginemos que o montante em causa é de € 10. O primeiro jogador pode optar por uma partilha justa, ficando cada jogador com € 5, mas também pode optar por maximizar os seus proveitos ficando com € 9 e oferecendo apenas € 1 ao segundo jogador. O segundo jogador tem no entanto poder de veto, podendo anular a partilha proposta mesmo sabendo que isso levará a que não receba qualquer quantia.

De acordo com os modelos económicos que propõem uma total racionalidade dos seres humanos, o primeiro jogador deverá fazer uma proposta que lhe permita ficar a ganhar, enquanto que o segundo aceitará qualquer proposta porque € 1 é sempre melhor do que zero. A verdade é que os resultados demonstram que o segundo jogador tende a rejeitar propostas cuja divisão monetária implique um ganha inferior a 20% do total para si. Isto é, os seres humanos preferem não ganhar nada do que pactuar com uma clara injustiça. Do mesmo modo, e apesar de não ser a solução que mais os beneficia, a maioria das propostas feitos pelo primeiro jogador situa-se perto dos 50% para cada lado. E os resultados são similares quer os jogadores sejam anónimos, quer o valor envolvido seja para ser pago no imediato ou no futuro.

Mas há, pelo menos, uma espécie animal que actua de acordo com o proposto pelas teorias económicas neste tipo de jogo: os macacos! Quando colocados numa situação similar ao jogo do ultimato, seja qual for a proposta feita o macaco que actua como segundo jogador aceita essa proposta, mesmo sendo esta claramente desproporcional. Ou seja, os macacos actuam de uma forma perfeitamente racional nesta situação na medida em que no final do jogo acabam por ter mais do que aquilo que tinham no início.

O que aqui acontece é que os macacos não estão sujeitos a regras sociais que normalmente advogam o princípio de equidade. Contrariamente, os seres humanos estão, na maioria, culturalmente ‘formatados’ para procurarem uma distribuição equitativa dos recursos. Quando tal não acontecem, reagem de forma a reporem parte da ‘justiça’, mesmo que para isso se penalizem a si mesmos.

Isto não significa que toda a gente irá actuar desta forma, ou que ninguém actue de forma racional. Acontece que o comportamento humano é afectado por questões contextuais e culturais que são muitas vezes negligenciadas por parte das teorias económicas. Sem ter em conta todos estes factores – uma tarefa hercúlea – não é possível prever ou compreender o comportamento humano.

One thought on “A Irracionalidade Económica da Partilha

  1. Pingback: A Irracionalidade Económica da Vingança « Dissonância Cognitiva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s