A Importância do Nome no Sucesso Internacional de um Produto

lindor_lindt_truffles1Tendo em conta que o Mundo é cada vez mais ‘plano’, qualquer marca que pretenda expandir-se para mercados internacionais deverá ter sempre em conta a realidade do país/cultura que pretende integrar no sentido de minimizar os seus riscos devido a questões facilmente ultrapassáveis. No meu segundo post aqui no Dissonância Cognitiva abordei precisamente essa questão devido a uma campanha para a marca Absolut Vodka no México que acabou por ter repercussões negativas nos EUA. Hoje abordo um outro tema: o nome das marcas e produtos!

O caso mais flagrante de como um nome de um produto pode afectar a percepção sobre o mesmo a nível nacional é dos bombons Lindor da marca suíça Lindt. Duvido que haja um português em idade adulta que não esboce um sorriso quando vê o nome Lindor associado a chocolates. O motivo é simples: Lindor em Portugal significa produtos de higiene pessoal graças à Ausonia!

labrochedalapilaO caso mais caricato pertence no entanto à marca espanhola de refeições La Broche de la Pila! Embora não seja uma marca com grande expressão no mercado, percebe-se bem o porquê de não ser uma boa ideia o lançamento da marca a nível nacional. Referi este caso num comentário a um post do Adland que abordava precisamente o tema de nomes de produtos que não exportam bem. Podem dar uma vista de olhos para conhecer alguns exemplos internacionais.

Embora em ambos os casos que apresentei se trata mais de uma situação caricata do que propriamente um problema sério de marketing, não deixa de haver uma importante lição a retirar para outras marcas/produtos: é importante estudar bem o mercado para o qual se pretende entrar! E este estudar não significa apenas ver que marcas concorrentes existem e qual a receptividade provável dos consumidores ao nosso produto.

No caso dos produtos alimentares é sobretudo importante devido ao efeito de contágio que a associação do nome a outros produtos pode causar. Não duvido que o nome Lindor cause alguma repulsa junto dos consumidores portugueses e que por isso as vendas do produto sejam menores do que o que poderiam ser caso tivesse outro nome a nível nacional. Chocolates e produtos de higiene são duas coisas que preferimos manter separadas. Por outro lado, não deixa de produzir uma prenda de Natal divertida o que pode sempre funcionar a favor da marca pois levará mais pessoas a experimentar o produto só por gozo.

A Lindt tem no ar uma campanha publicitária que procura promover os bombons Lindor como um artigo de excepcional qualidade dentro da gama. É uma boa forma de começar a tentar alterar a percepção das pessoas acerca do nome. Mas a Ausonia já leva uns bons anos de avanço e tão cedo a palavra Lindor não deixará de ser associada a pensos higiénicos e a fraldas!

P.S. Se tiverem mais casos que queiram partilhar, aproveitem a caixa de comentários.

Anúncios

2 thoughts on “A Importância do Nome no Sucesso Internacional de um Produto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s