Como um Hamburguer Pode Afectar a Capacidade de Decisão de uma Pessoa

A nossa cultura – leia-se cultura ocidental (que cada vez mais se confunde com a cultura global) – é uma cultura que tem vindo a colocar ênfase na eficiência temporal: gastar o menor período de tempo a realizar uma tarefa de forma a poder gastar esse tempo em outras acções. Foi dessa filosofia que nasceu o conceito de fast food que tão popular se tornou um pouco por todo o Mundo – de acordo com o estudo anual da Businness Week e da Interbrand a McDonald’s ocupa o 9º lugar no Top 100 das maiores marcas globais.

Este sucesso traz associadas desvantagens, sendo a mais óbvia a obesidade que é vista como uma das principais exportações da cultura norte-americana para o resto do Mundo. Mas o impacto da fast food não se limita a uns quilos a mais. Um estudo recente demonstrou que a mera exposição a símbolos relacionados com fast food leva a que o ritmo das pessoas aumenta, resultando daí uma maior impaciência e uma maior procura de gratificações imediatas, da qual pode resultar decisões menos ponderadas.

Nesse estudo, levado a cabo por investigadores da Rotman School of Management, os sujeitos foram expostos a estímulos relacionados com o conceito de fast food – exibição de logos de marcas, recordação da última vez que estiveram num estabelecimento do género – sendo posteriormente medidos tempos de execução de tarefas, escolha de produtos e escolha de soluções financeiras. Seguindo a lógica da cultura de eficiência que deu origem ao conceito de fast food, os sujeitos que foram expostos a estímulos relacionados com este conceito completaram as tarefas propostas (leitura de um texto) muito mais rápido do que aqueles que não forma sujeitos a esses estímulos, mesmo tendo em conta que não havia qualquer vantagem em completar a tarefa em menos tempo.

Do mesmo modo, estes sujeitos apresentaram uma preferência marcada por produtos eficientes do ponto de vista temporal (ex. champô 2 em 1) sobre produtos regulares. Estes sujeitos também se mostraram mais adeptos em receber um pagamento menor mas imediato pela sua participação do que um valor mais elevado mas que só seria pago mais tarde, o que demonstra a procura por uma gratificação imediata e não pela maximização dos potenciais ganhos.

Aparentemente, comer fast food não só aumenta o risco de obesidade, e outras doenças associadas, mas aumenta também o ritmo que seguimos no nosso dia-a-dia prejudicando a nossa capacidade de decisão. Mais um motivo para passar a seguir uma dieta mais saudável e começar a fazer mais exercício.

Imagem: delish, by Darwin Bell

4 thoughts on “Como um Hamburguer Pode Afectar a Capacidade de Decisão de uma Pessoa

  1. Pingback: Fast Food Pode Provocar Adição… Para Além de Excesso de Peso e Más Decisões « Dissonância Cognitiva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s