Fast Food Pode Provocar Adição… Para Além de Excesso de Peso e Más Decisões

No post de ontem referi como a fast food pode prejudicar a nossa capacidade de decisão, levando-nos a optar por gratificações mais imediatas e com isso fazer escolhas que nem sempre são as mais correctas. Claro que é preciso ter em conta que isto não é um efeito da comida fast food por si só. É sim o reflexo da cultura que lhe deu origem; uma cultura de eficiência temporal e de decisões e acções rápidas. Mais preocupante é um estudo recentemente publicado na revista Nature Neuroscience onde se demonstra que as comidas de elevado conteúdo calórico podem causar adição.

Neste estudo, os investigadores avaliaram os padrões de comportamento de 3 grupos ratos em laboratório: a 1 grupo de ratos era dada comida da rato normal; a 1 segundo grupo era dada uma dieta “humana” altamente calórica durante 1 hora por dia; e ao terceiro grupo era permitido desfrutar desta dieta “humana” durante 23 horas por dia. Obviamente este terceiro grupo rapidamente se tornou um grupo de ratos obesos – como seria de esperar – mas também um grupo de ratos com um comportamento bastante diferente em relação à comida: um grupo de ratos viciados em comida altamente calórica!

Este grupo de ratos desenvolveu um nível de tolerância à comida marcadamente maior ao dos restantes grupos, necessitando cada vez mais de uma quantidade superior para se saciar. Ainda mais estranho foi o facto de esse comportamento ter suplantando mecanismos de medo e de sobrevivência. Enquanto que os restantes grupos de ratos se afastavam da comida caso lhes fosse aplicado um choque eléctrico numa das patas, o grupo de ratos obesos mantinha a sua atenção focada na obtenção de alimento ignorando as punições.

Comportamentos simulares foram verificados em outros estudos em que era administradas doses de cocaína ou heroínas a ratos. Tal como ocorre com o consumo de drogas, os centros de prazer do cérebro vão alterando os seus níveis de saciação o que leva a que seja necessário uma maior quantidade de comida para que o mesmo estado seja alcançado. Isto deve-se a uma diminuição no nível de dopamina – neurotransmissor envolvido nos designados centros de prazer e de reforço do cérebro – no cérebro dos ratos devido à ingestão excessiva de comida de alto teor calórico.

Isto também ajuda a perceber um pouco do comportamento dos consumidores deste tipo de restauração. Quantos de vocês não ficaram a salivar com a imagem que coloquei no post de ontem? Quantos não ficam com vontade de se dirigir ao McDonald’s mal entram num shopping e sentem o cheiro familiar a batatas?

Imagem: Sisters, by SMercury98

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s