Justiça “Cega”: Criminosos Feios Levam com Penas Mais Pesadas

A Justiça é cega!

É este o lema que queremos que esteja na base de um bom sistema de justiça: que os seres humanos sejam julgados pelos seus actos e não pela sua aparência, pelo seu dinheiro ou por aquilo em que acreditam. Mas se a Justiça pode ser cega, os Homens não o são e os preconceitos que carregam influenciam as suas decisões num campo em o desejável era que todos fossem imparciais.

A verdade é que a nossa aparência afecta a forma como somos percebidos e julgados pelos outros. O que no caso de um tribunal pode significar mais tempo de prisão para criminosos feios. Um estudo levado a cabo na Cornell University colocou 169 sujeitos a avaliar casos jurídicos e o resultado demonstrou que os arguidos menos atractivos eram mais penalizados pelo mesmo tipo de crime do que aqueles que eram atraentes: em média, as penas aplicadas eram de mais 22 meses de prisão.

Este tipo de enviesamento cognitivo é muito frequente de tal forma que pessoas mais altas são vistas como mais competentes ou recebam salários mais elevados. Atribuímos competências e qualidades a pessoas baseadas não no seu desempenho mas sim em função da sua aparência. Traços de aparência considerados como desejáveis (beleza, altura) levam a que atributos não relacionados (inteligência, honestidade) sejam acoplados à imagem que criamos dessa pessoa.

Imagem: Martin E Fobes, by angus mcdiarmid

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s