Videojogos Movidos a Urina no Japão

Um “nudge” – pequeno empurrão – é uma forma de influenciar o padrão comportamental de um indivíduo sem no entanto lhe retirar a liberdade de efectuar uma escolha adequada às suas necessidades e expectativas. O objectivo é o de apresentar as diferentes opções de escolha de forma a influenciar as decisões de alguém, socorrendo-se da (ir)racionalidade (que de irracional nada tem) humana e de vários viés que vamos adquirindo através dos processos de socialização e outros que são inatos à forma de processamento de informação. Um dos exemplos mais simples tem a ver com as opções usadas como default numa dada escolha: normalmente os seres humanos tendem a manter as opções iniciais sem as alterarem, mesmo quando seria beneficial efectuarem a alteração.

Um outro tipo de “nudges” muito comuns é a utilização de alvos em urinóis públicos com o intuito a quantidade de “erros” de direcção. O mais conhecido foi utilizado no Aeroporto de Schiphol com a colocação de um autocolante de uma mosca no interior do do urinol. Estudos demonstram que quando têm um “alvo” a pontaria dos homens melhora, e este pequeno “empurrão” resultou numa diminuição de 80% na quantidade de “líquido vertido”. Um outro exemplo interessante é o uso de balizas de futebol com bolas de naftalina.

Do Japão chega-nos um exemplo mais interactivo: jogos de computador que respondem à pressão do jacto de urina! Desenvolvidos pela Sega (ainda em fase de produção) estes jogos utilizam um sensor inserido no urinol usando a pressão do jacto de urina como controlo das acções do jogador. Os 4 jogos disponíveis, por ordem de nível de WTF originado, são os seguintes:

  • Manneken Pis (inspirado na famosa fonte belga) no qual o objectivo é encher garrafas;
  • Graffiti Eraser que, como o nome indica, usa a urina do jogador para eliminar graffitis;
  • Milk from Nose onde a urina é “transformada” em leite que é expelido pelo nariz de uma personagem num combate contra o anterior utilizador do urinol;
  • The North Wind and Her em que o jogador é o dito Vento do Norte que tem como objectivo levantar a saia de uma rapariga sendo a força do sopro determinada pela força da pressão do jacto de urina.

Apesar da diversificação de opções, a ideia japonesa não é totalmente original uma vez que já em 2008 uma versão interactiva de um simulador de condução foi usado em urinóis alemães com o objectivo de diminui o número de condutores embriagados. A ideia, que contou com o patrocínio dos serviços de táxi da cidade de Frankfurt, passou por desenvolver um jogo – habilmente denominado de PISS-SCREEN – no qual os jogadores conduziam um automóvel com a sua urina e desta forma determinavam se estavam em condições de conduzir. Podem ver uma demonstração do jogo no vídeo abaixo:

Não sei até que ponto poderão estes jogos ser um sucesso, mas ultrapassando as questões mais “estranhas” em torno dos mesmos, e dos restantes casos, estes são exemplos que demonstram como pequenas alterações no contexto levam a grandes alterações no comportamento.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s