Facebook Likes, o Novo Objectivo de Marketing

Um estudo levado a cabo pela Effie Worldwide e pelo Mashablejunto de profissionais da área descobriu que a grande maioria dos inquiridos tenciona aumentar o seu budget dedicado aos social media. Cerca de 70% dos inquiridos indicou que planeia aumentar os seus gastos em pelo menos 10% durante o próximo ano. Nada de novo nestes dados que não tenha já sido demonstrado em outros estudos e que não esteja de acordo com o “normal” desenvolvimento das iniciativas de marketing nesta área.

Mas aquilo que me chamou a atenção foi o seguinte:

The poll, given to a group of ad agency executives and marketers from firms such as Bank of America, Colgate-Palmolive and Mini USA, among others in February, also found that the primary social media goal is to increase Facebook “Likes.” (…)

Much of that spending will go toward trying to find new Facebook fans, which 35% of respondents said is their main goal in 2011

Desculpem? O aumento de investimento nesta área tem o principal propósito de aumentar o número de “likes”? Não o de aumentar as vendas através deste canal, ou melhorar os serviços prestados aos clientes, ou mesmo apostar na área com o objectivo de fomentar a inovação. Não, aquilo que os marketers pretendem é whuffie!

O que estes números demonstram é uma clara falta de compreensão de como actuar nestes meios. Ter mais fãs numa página é a nova prova de virilidade de uma marca. Mas representa também algo de relevante: a incapacidade de se desligar do modelo tradicional de promoção! A procura de mais fãs representa no fundo a procura de uma maior audiência, da mesma forma que se escolhe os canais televisivos com mais audiência ou os jornais ou revistas com maior tiragem para se publicitar. É compreensível que assim seja. Não se muda a forma de pensar de uma indústria em menos de uma década.

Não quero com isto dizer que ter uma página com muitos fãs seja errado, ou que não se devem promover esforços para se atrair um maior número de pessoas para a nossa página no Facebook. É errado assumir que esse deva ser o principal objectivo de uma estratégia de marketing digital.

Curioso também que nesse mesmo estudo, 8% dos inquiridos indiquem a Pepsi como um caso de sucesso na utilização dos social media quando os resultados das iniciativas da marca no último ano na área não foram assim tão convincentes.

3 thoughts on “Facebook Likes, o Novo Objectivo de Marketing

  1. Pingback: Facebook Likes, o Novo Objectivo de Marketing | Dissonância Cognitiva | Follow News

  2. André Valente Nero de Oliveira

    Caro Bruno

    Recebeu os meus e-mails? Gostaria mesmo de ter a sua opinião para a minha tese sobre o Neuromarketing.

    Cumprimentos,

    André Valente Oliveira

    Responder
  3. Pingback: A Ilusão do Facebook ou Como os Marketers Provaram do Seu Próprio Veneno | Dissonância Cognitiva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s