Luna Park de Sydney integra Facebook nas suas diversões

Não se trata propriamente uma ideia original, tendo sido já utilizada pela Coca-Cola em Israel em condições similares, mas é sempre interessante estudar e analisar casos nos quais existe uma integração do Facebook com o comportamento ‘analógico’ dos consumidores. O conceito é simples: é entregue aos clientes uma pulseira que os mesmos poderão associar às suas diversas contas online – e-mail e facebook sobretudo – e que lhes permite interagir com as diversas diversões do parque, publicando essas mesmas interacções no seu mural.

Entre as opções disponíveis existe a indicação de qual a diversão em que estão no momento, a possibilidade de classificar as diversões à saída através de uma lista de frases pré-concebidas, e a de fazer upload das fotos tiradas nas diversos de imediato para o Facebook. Para além disso, estes códigos permitem o envio de SMS com ofertas para os clientes enquanto estes ainda estão dentro do parque e o envio de um resumo das suas actividades por e-mail ao final do dia. Tudo somado, uma experiência interactiva que permite partilhar o momento exactamente quando essa partilha mais interessa.

Advertisements

4 thoughts on “Luna Park de Sydney integra Facebook nas suas diversões

  1. hidden persuader

    Interessante até porque cada vez mais as pessoas (principalmente a audiência mais jovem) querem partilhar as experiências na hora com o seu “social graph” e muitas vezes não têm smartphones/iPhones para o fazer. Este ano no Meco, no SBSR reparem nesse comportamento nos miudos.

    Responder
    1. Bruno Ribeiro Post author

      Os festivais de Verão, pela audiência e envolvência, parecem-me eventos apropriados para aproveitar esta tendência. Posso ter sido eu que estive distraído, mas continuo a não ver nada de especial a ser desenvolvido nesta área, e é pena porque se desperdiça uma excelente oportunidade de promoção, mas sobretudo de envolvência do consumidor, tornando a experiência ainda mais marcante, para quem está presente e para quem acompanha através do “social graph” dos seus contactos. A Optimus criou uma app específica para o Alive, mas não me parece que essa seja a melhor forma de captar o momento, não é “natural” e espontâneo.

      Responder
  2. Pingback: Hotel em Ibiza integra Facebook no dia-a-dia dos hóspedes | Dissonância Cognitiva

  3. Pingback: Personal Stylist via Instagram, Cortesia da Zappos | Dissonância Cognitiva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s