Estatística Enviesada: Motores de Pesquisa ainda mais importantes que Social Media

Nas minhas leituras de hoje deparei-me com este artigo no eMarketer: UK Consumers Turn to Social Media for Their Online Search Needs.

O artigo é baseado num estudo da empresa blinkx e dá a indicar que as plataformas de social media começam a tornar-se mais importantes que os motores de pesquisa na procura de conteúdo. A verdade é que os resultados – pelo menos os que aparecem no artigo – não indicam nada disso. Demonstram claramente que a grande maioria dos utilizadores recorrem a motores de pesquisa para encontrar conteúdos.

Quanto temos duas hipóteses de resposta – a menos que haja outras hipóteses que não são possíveis de discernir do artigo – o somatório das mesmas deverá representar 100%. Fazendo uma simples subtracção verificamos que em nenhuma das categorias etárias as plataformas de social media têm um resultado superior aos motores de pesquisa:

graph1

Se quisermos ser mais minuciosos na análise, podemos ainda cruzar estes dados com as estatísticas de utilização de Internet providenciadas pelo Office for National Statistics do Reino Unido (disponíveis aqui), e verificar que, ponderadas as percentagens apresentadas acima para o real peso de cada faixa etária na população, não há dúvidas que a grande maioria dos britânicos continuam a ter nos motores de pesquisa o seu principal meio para encontrar conteúdo online:

graph2

Pode-se argumentar que este estudo demonstra no entanto uma tendência futura. Quanto a isso não posso reflectir uma vez que este é o primeiro estudo do género e não há dados comparativos com o comportamento passado dos utilizadores. Obviamente que, tendo em conta que estas plataformas de social media são recentes, a sua utilização para os mais diversos fins tem vindo a aumentar. Resta saber se, agora que estamos a atingir uma fase de maturação, será essa a tendência.

Há ainda um outro pormenor bastante importante que não é possível inferir a partir apenas deste artigo (e de alguns outros que basicamente repetem a mesma história): estamos sequer a analisar comportamentos de uso iguais em ambos os meios? Quando se aborda o encontrar conteúdo nas plataformas de social media, refere-se a utilizar a barra de pesquisa da plataforma para encontrar conteúdo de forma activa, tal como nos motores de pesquisa, ou estamos a falar da utilização mais usual destas plataformas em que a descoberta de conteúdo é uma actividade mais passiva, isto é, encontrámos conteúdo porque alguém postou e apareceu nos nossos feeds/timelines e não porque fomos à procura de conteúdo?

Há uma grande diferença entre os dois comportamentos para além dos meios utilizados. Em termos promocionais é a diferença entre ter um cliente a ir a uma loja questionar sobre um produto, e um que vê um anúncio de televisão/imprensa ou recebe um folheto. Os dois casos são importantes e úteis, mas o relacionamento a ter com o consumidor é bastante diferente e as estratégias e tácticas a empregar também o são.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s