Crianças e Tablets: Mudança de Padrão de Consumo de Media

Whizzkid

A Disney anunciou recentemente que um dos seus próximos programas infantis – “Sherriff Callie’s Wild West” – irá fazer a sua estreia em dispositivos móveis (smartphones e tablets), através da aplicação da empresa, e só depois irá fazer parte da programação dos canais de televisão próprios da empresa. A explicação para esta decisão é a de adaptar-se aos tempos e ir ao encontro dos comportamentos de consumo da sua audiência: crianças dos 2 aos 7 anos.

Embora isto possa parecer, à primeira leitura fazer pouco sentido, é uma estratégia de longo prazo por parte da Disney que começa a adaptar o seu conteúdo ao que parecem ser as novas tendências de consumo de multimédia. Um estudo recente por parte da Common Sense Media, uma organização não-governamental dedicada ao estudo de consumo de média por parte de crianças, aponta precisamente nessa direcção. A percentagem de crianças que tem acesso a dispositivos móveis, e o tempo que as crianças passam por dia a usar esses mesmos dispositivos tem vindo a aumentar nos últimos anos.

kids_tablets

Estes números não só por si só de todo inesperados. O número de dispositivos móveis tem aumentado gradualmente nos últimos anos e, à medida que se vão tornando ubíquos, é natural que o acesso a estes dispositivos também aumente junto das crianças. O que é mais notável é o facto de estes dispositivos estarem a “roubar” tempo atencional a outros dispositivos mais tradicionais como é o caso da televisão, como se pode ver no gráfico abaixo.

kids_tablets2

De todos os meios, os dispositivos móveis são os únicos que registam um aumento no tempo de utilização, sendo que estamos a falar de um aumento significativo. Crescimento esse que não advém de um aumento do tempo diário total que as crianças passam a consumir média, mas sim da mudança de padrões de consumo com o surgir de novos dispositivos.

Este decisão da Disney apenas vem confirmar esta tendência e demonstrar que, mais do que tentar inverter a tendência as empresas de media têm é de adaptar-se a esta nova realidade e começar a oferecer novas formas de consumo dos seus produtos, mesmo que inicialmente não seja mais do que trocar um ecrã por outro.

Imagem: Whizzkid by Katy Stoddard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s